CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

HANDEBOL - PAN-AMERICANO ADULTO

SELEÇÃO FEMININA TREINA FORTE PARA O TORNEIO

SÃO BERNARDO DO CAMPO – SP (LCS) – A Seleção Brasileira Adulta Feminina de Handebol vive a expectativa de buscar o penta do Campeonato Pan-Americano. A competição será realizada entre os dias 29 de abril e 3 de maio no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo (SP), com entrada franca. Para atingir este objetivo, a equipe está treinando forte no Grande ABC paulista desde terça-feira (22). Além disso, o Brasil tem na bagagem a conquista da prata da Copa Gyõr, na Hungria, em março deste ano, que abriu a temporada com o mais expressivo resultado nacional em terras européias. Duas equipes chegaram hoje (25) no Brasil para a disputa do Pan: a Guatemala e a República Dominicana. As demais Seleções – Uruguai, Argentina, Canadá, México e Estados Unidos – chegarão na segunda-feira (28). Para obter êxito no Pan, o técnico da Seleção Brasileira, Alexandre Schneider, está indo além dos trabalhos técnicos e táticos. Com muita conversa, ele quer que as atletas tenham consciência de que são favoritas e não se sintam pressionadas por isso. “O fato de jogarmos em casa e sermos favoritos pode pesar em quadra. Por isso, estamos conversando bastante com as atletas, batendo bastante nesta tecla, para que consigamos manter a nossa hegemonia. A grande maioria das jogadoras está consciente e determinada na busca do penta.” As palavras da armadora Chicória, que foi a artilheira da Copa Gyõr, refletem o amadurecimento por qual o Brasil está passando. “Estamos motivadas para a disputa do Pan e os treinamentos têm sido puxados. Nós não somos favoritas por acaso, confiamos bastante nas nossas qualidades, principalmente no conjunto, e, entre as equipes que irão disputar o Pan, somos a que mais evoluiu nos últimos anos. Estes intercâmbios com a Europa têm sido fundamentais para nós”, disse. Ela ainda vive a satisfação de ter sido o destaque no torneio da Hungria. “A Copa Gyõr foi um grande passo para o handebol brasileiro. Foi lá que vencemos pela primeira vez uma equipe européia, no caso a Romênia. Eu não esperava conquistar a artilharia e isto foi muito importante para mim”, finalizou. Histórico do Brasil no Campeonato Pan-Americano: 1989 – 3º lugar – Colorado, Estados Unidos 1991 – 3º lugar – Maringá, Brasil 1995 – 3º lugar – Jogos Desportivos Pan-Americanos, Buenos Aires, Argentina 1997 – 1º lugar – Poços de Caldas, Brasil 1999 – 1º Lugar – Buenos Aires, Argentina; e 1º lugar nos Jogos Desportivos Pan-Americanos de Winnipeg, Canadá 2000 – 1º lugar – Aracaju, Brasil Tabela do Pan-Americano / 2003 Grupo A: Brasil, República Dominicana, Estados Unidos e Guatemala Grupo B: Uruguai, Argentina, Canadá e México Terça-feira – 29 / 04 14h – Uruguai x México 16h – República Dominicana x Estados Unidos 18h – Argentina x Canadá 20h – Brasil x Guatemala Quarta-feira – 30/04 14h – Argentina x México 16h – República Dominicana x Guatemala 18h – Uruguai x Canadá 20h – Brasil x Estados Unidos Quinta-feira – 1/05 14h – Canadá x México 16h – Guatemala x Estados Unidos 18h – Uruguai x Argentina 20h – Brasil x República Dominicana Sexta-feira – 2/05 14h – 3º do Grupo A x 4º do Grupo B 16h – 3º do Grupo B x 4º do Grupo A 18h – 1º do Grupo B x 2º do Grupo A (Semifinal) 20h – 1º do Grupo A x 2º do Grupo B (Semifinal) Sábado – 3/05 11h – Disputa do sétimo lugar 13h – Disputa do quinto lugar 15h – Disputa do bronze 17h – Disputa do ouro Convocadas – As goleiras Cristina Márcia da Silva (Unicel / Osasco), Eliane Pereira (MESC / Metodista / São Bernardo) e Jacqueline Santana (São Paulo FC / Guaru); as pontas Alexandra do Nascimento (São Paulo FC / Guaru), Célia da Costa (MESC / Metodista / São Bernardo), Aline Waleska Rosas (São Paulo FC / Guaru) e Idalina Mesquita (Mauá / Universo); as pivôs Juceli Sales (MESC / Metodista / São Bernardo), Viviane Emerick (São Paulo FC / Guaru) e Fabiana Diniz (Mauá / Universo); e as armadoras Aline da Conceição da Silva (Mauá / Universo), Margareth Montão (Mauá / Universo), Sandra de Oliveira (São Paulo FC / Guaru), Silvia Helena Pinheiro (ex-Metodista / Santo André), Tayra Rodrigues (MESC / Metodista / São Bernardo) e Lucila Viana da Silva (São Paulo FC / Guaru). A Comissão Técnica da Seleção é formada por Alexandre Trevisan Schneider (técnico), Ivonete Sartori Fagundes (assistente técnica), Arnaldo Tenório da Cunha Júnior (preparador físico), Alonso Romero Fuentes Filho (fisioterapeuta), Samir Daher (médico) e Fabiano Redondo (chefe da delegação). Reportagem: Ângela Monteiro

Apoiador Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links