CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Mundial Júnior Masculino - Nota de Esclarecimento


A respeito da realização no País do Campeonato Mundial Júnior Masculino de Handebol, a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) gostaria de esclarecer alguns pontos, para deixar claras as razões pelas quais a competição, que seria realizada no Rio Grande do Sul, passou para o Estado de Minas Gerais e porque o orçamento inicial para a realização do campeonato foi reduzido, quando o mesmo migrou de uma região para a outra.

Troca de sede: 
- A realização do Mundial vinha sendo conduzida desde meados de 2013 com o Governo do Rio grande do Sul e, inclusive, foi noticiada por vários órgãos de imprensa. Com a troca do Governo Estadual no início de 2015, a CBHb foi informada que o Estado decretou uma moratória, que inviabilizaria a realização do campeonato no Rio Grande do Sul, no formato de financiamento que havia sido acordado desde o início. Financiamento esse que seria de R$ 4.034.389,00 milhões, por meio de projetos de Lei de Incentivo do Estado, tendo sido apresentado pela Federação Gaúcha de Handebol, e que estava aprovado, em novembro de 2014, e em processo de captação junto a iniciativa privada. Além disso, R$ 2 milhões haviam sido solicitados ao Estado para apoiar os municípios no financiamento das despesas referentes à hospedagem, alimentação e transporte das equipes, e as demais despesas seriam financiadas por emendas parlamentares e recursos próprios da Confederação Brasileira de Handebol.
- De 18 a 21 de maio, os representantes da IHF farão uma outra visita às cidades, para inspeção de rotina e acompanhamento do andamento dos preparativos. No mesmo período será realizado o sorteio dos grupos. 

Redução do orçamento:
- A Federação Internacional apresentou uma nova proposta para o campeonato, reduzindo a agenda de jogos e, com isso, 16 equipes ficam apenas 11 dias no País e as outras oito, classificadas para as etapas finais, permanecem por 15 dias. Anteriormente seriam 17 dias.
- No planejamento inicial para o Rio Grande do Sul, o campeonato seria realizado em quatro cidades. Com a adequação da competição para Minas Gerais, ele terá como sede apenas duas cidades. Com isso, os custos com logística e mão de obra se reduzem imensamente. Isso foi algo proposto pela CBHb e aceito pela Federação Internacional, que entendeu a necessidade da redução de custos.

A CBHb negociou alguns itens que constam no caderno de encargos da IHF, que têm que ser entregues quando um país é sede de Mundiais da Instituição:
- A compra dos direitos de imagem do Mundial, que representam uma grande parcela do orçamento.
- Disponibilização do sinal de TV internacional (satélite) durante todo o campeonato, e sim somente nas fases semifinais e finais.
- Compra de pisos novos específicos para o handebol (quatro unidades), e sim utilizar os que a instituição já possui.

A Federação Internacional entendeu o momento de retração pela qual a economia do Brasil está passando e fez o possível para ajudar a CBHb no sentido de reduzir os custos da competição para que o Mundial permanecesse no País, já que uma mudança a esta altura traria grandes complicações a todas as equipes participantes.

Apoiador Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol