CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Seleção Feminina bate Cuba e fatura o título do Pan-Americano

Em jogo emocionante, Brasil garantiu a conquista de forma invicta

Brasil é campeão do Pan-Americano

Havana (Cuba) - Em partida eletrizante, a Seleção Feminina superou Cuba por 26 a 22 (13 a 11 no primeiro tempo) na final do Pan-Americano de Handebol de Havana e faturou o título da competição de forma invicta. Com a Sala Polivalente Kid Chocolate completamente lotada, o Brasil não se intimidou com o caldeirão cubano e soube aproveitar as chances criadas para levar mais uma conquista para casa.

O primeiro tempo começou muito equilibrado. Incendiadas pela torcida, as cubanas saíram na frente e permaneceram com a vantagem graças a goleira Eneleidys Guevara, que defendeu dois sete metros seguidos e parou bons ataques do Brasil. Porém, depois das belas infiltrações da jovem central Gabi Constantino e dos contra-ataques puxados pela ponta Jéssica Quintino, o Brasil passou na frente aos 13 minutos, com o 5 a 4 no placar. Com as duas equipes vibrantes somadas à pressão da torcida cubana, a partida começou a ficar pegada. As brasileiras souberam tirar proveito da situação e fecharam o primeiro tempo com 13 a 11 no marcador.

A segunda etapa foi eletrizante do começo ao fim. Cuba iniciou com tudo e virou o placar em poucos minutos. Com a goleira Eneleidys Guevara ainda inspirada, as brasileiras tiveram dificuldades para marcar, mas encontrou na armadora Amanda Andrade o caminho do gol. Com os potentes chutes de longa distância, a atleta número 6 da Seleção foi a destaque do segundo tempo e artilheira da partida com 6 gols, ao lado da ponta esquerda Larissa Araújo. A vitória veio, porém, ao 55 minutos, quando o Brasil, com uma jogadora a menos, recuperou a bola na defesa e fez o gol no contra-ataque, abrindo três tentos de vantagem. Depois disso, as cubanas ficaram desesperadas e isso só facilitou o trabalho das brasileiras até o final da partida.

Para a capitã Dara, as brasileiras souberam mostrar a cara do País em quadra. "Fomos do menos para o mais. Talvez não mostramos o melhor handebol no começo da competição, mas mostramos a cara do Brasil na fase decisiva. Jogamos com raça e determinação. Essa foi uma vitória do grupo. Estão todas de parabéns", disse.

O técnico do Brasil, o dinamarquês Morten Soubak, elogiou a postura da equipe. "Estamos muitos felizes. Foi a melhor partida do campeonato. Conseguimos construir um time jovem sem grande preparação ou amistosos. Mesmo com o ginásio incendiado quando Cuba estava na frente, o time continuou firme. Esse foi o Pan-Americano mais disputado que já vi. O grupo está de parabéns", declarou.

Programação

21/05 (quinta-feira)
Venezuela 25 x 25 Porto Rico
Paraguai 25 x 18 Groenlândia
Brasil 28 x 14 Estados Unidos
Uruguai 29 x 27 Chile
Argentina 23 x 24 Cuba
México 34 x 15 Guatemala

22/05 (sexta-feira)
Groenlândia 26 x 26 Venezuela
Estados Unidos 24 x 25 Paraguai
México 30 x 24 Chile
Porto Rico 15 x 35 Brasil
Argentina 48 x 6 Guatemala
Cuba 44 x 19 Uruguai

23/05 (sábado)
Brasil 32 x 12 Groenlândia
Paraguai 31 x 26 Venezuela
Estados Unidos 20 x 23 Porto Rico
Argentina 31 x 20 Chile
Uruguai 37 x 37 México
Cuba 47 x 12 Guatemala

24/05 (domingo)
Paraguai 29 x 33 Porto Rico
Groenlândia 28 x 22 Estados Unidos
México 23 x 36 Argentina
Venezuela 16 x 33 Brasil
Uruguai 42 x 14 Guatemala
Chile 26 x 40 Cuba

25/05 (segunda-feira)
Porto Rico 27 x 26 Groenlândia
Venezuela 20 x 22 Estados Unidos
Brasil 28 x 22 Paraguai
Argentina 34 x 15 Uruguai
Guatemala 19 x 36 Chile
México 20 x 37 Cuba

27/05 (quarta-feira) - Semifinais
Brasil 26 x 15 Argentina
Cuba 32 x 26 Porto Rico

28/05 (quinta-feira) - Finais
Argentina 33 x 16 Porto Rico (disputa pelo terceiro lugar)
Brasil 26 x 22 Cuba

Seleção Brasileira Feminina

Goleiras: Jacqueline Oliveira Santana (Toulon - França) e Jéssica Silva de Oliveira (AAU/Handebol Concórdia - SC)

Centrais: Francielle Gomes da Rocha (Hyppo Nö - Áustria) e Gabriela Pessoa Constantino (EC Pinheiros - SP)

Armadoras: Adriana do Nascimento Lima (MKS Zaglebier Lubin - Polônia), Amanda Claudino de Andrade (AAU/Handebol Concórdia - SC), Jaqueline Anastácio (Ringkobing Handbold - Dinamarca), Karoline Helena de Souza (Nykobing F. Handboldklub - Dinamarca) e Vitória dos Santos de Macedo (FAB/Vila Olímpica - RJ)

Pontas: Célia Janete Costa Coppi (Metodista/São Bernardo - SP), Jéssica da Silva Quintino (MKS Selgros Lublin - Polônia), Larissa Fais Munhoz Araujo (Apahand/UCS/Caxias - RS) e Samira Pereira da Silva Rocha (OGC Nice - França)

Pivôs: Daniela de Oliveira Piedade (Siofok KC - Hungria), Fabiana Carvalho Carneiro Diniz (Nantes Loire Atlantique - França) e Tamires Morena Lima de Araujo (Gyori Audi ETO - Hungria)

Apoiador Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol