CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Brasil conquista o título do Torneio Quatro Nações Feminino

Em jogo equilibrado, equipe brasileira empatou com a Eslováquia e levou o título pelo saldo de gols

Brasil ficou com o troféu do Torneio

Belém (PA) - A torcida presente no Ginásio Mangueirinho, em Belém (PA), recebeu com muita festa a Seleção Feminina de Handebol. As cerca de seis mil pessoas viram de perto as brasileiras em quadra, que empataram com a Eslováquia, neste sábado (3), por 21 a 21 (10 a 11 no primeiro tempo). Com o resultado, as donas da casa conquistaram o título do II Torneio Quatro Nações Feminino por ter melhor saldo de gols em relação as adversárias (61 a 41).

A partida começou muito dura. As duas equipes tiveram dificuldades de passar pelas defesas adversárias, com grande desempenho das goleiras Babi e Michalovce. A partir da metade do período, as europeias começaram a aproveitar melhor as chances criadas e abriram três gols de vantagem. As brasileiras reagiram, diminuíram a diferença, mas não conseguiram empatar o jogo. Com a equipe bem sólida, a Eslováquia fechou o primeiro tempo em 11 a 10.

Na segunda etapa, as eslovacas voltaram mais concentradas e dominaram boa parte do período. Mas, empurrado pelos torcedores, o Brasil foi tirando a diferença de gols pouco a pouco e chegou a virar o marcador. Nos últimos momentos, a Eslováquia reverteu a situação e as meninas do Brasil empataram a partida em 21 a 21 no último minuto.

Técnico do Brasil, o dinamarquês Morten Soubak parabenizou as meninas pelo empenho. "Estou feliz que conseguimos empatar o jogo e ganhar o torneio. Foi uma partida muito brigada e as meninas estão de parabéns pela dedicação de buscar o placar. A Babi fez um grande jogo e nos ajudou a conquistar o resultado, mas é claro que queríamos a vitória", afirmou.

A goleira Bárbara Arenhart, a Babi, elogiou a partida da Eslováquia e o apoio da torcida paraense. "Foi um torneio importante como primeiro encontro após os Jogos Olímpicos e com um time renovado. Esse último jogo mostra a força do nosso adversário. Queríamos a vitória, mas o empate também nos garantiu o título. A torcida nos apoiou bastante e ficamos muito felizes com esse carinho. Só temos a agradecer", disse.

Ao final do jogo, foram eleitas as destaques da competição. O prêmio de melhor goleira ficou com Babi, o de melhor jogadora com Martina Skolkova e a goleadora do Torneio Quatro Nações foi a ponta esquerda Samira Rocha, com 17 gols marcados.

A presidente da Federação de Handebol do Pará, Lúcia Martins, ficou muito satisfeita por ter recebido o evento na capital do Estado. "Esse Torneio será um divisor de águas para o handebol paraense como um todo. A expectativa foi muito além do esperado. O público foi aumentando a cada dia e o encerramento foi uma festa maravilhosa. Queria agradecer a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) e o Governo do Estado pela parceria", comemorou.

Durante os três dias de competição, foram arrecadadas 20 toneladas de alimentos não perecíveis, que serão doados ao Projeto Natal D’Água, entidade administrada por Ana Jatene, primeira-dama do Estado do Pará.

Gols do Brasil: Jéssica (6), Ana Paula (5), Franciele (3), Samira (3), Déborah Hannah (1), Duda (1), Larissa (1) e Tamires (1).  

Gols da Eslováquia: Minárciková (5), Skolková (4), Holesová (3), Rajnohová (3), Kucerová (1) e Szarková (1).

Disputa da terceira colocação: Após a final, Cuba e Uruguai entraram em quadra para definir a terceira colocação. A vantagem foi da Seleção Uruguaia, que superou as cubanas com tranquilidade por 44 a 16 (20 a 6 no primeiro tempo).

Resultados - Torneio Quatro Nações

Quinta-feira (1)
Uruguai 15 x 29 Eslováquia
Brasil 51 x 9 Cuba

Sexta-feira (2)
Eslováquia 38 x 11 Cuba
Brasil 30 x 11 Uruguai

Sábado (3)
Brasil 21 x 21 Eslováquia
Cuba 44 x 16 Uruguai

Seleção Feminina de Handebol


Goleiras - Bárbara Arenhart (Vaci-Hungria), Gabriela Moreschi (Larvik-Noruega) e Jéssica Oliveira (UnC/Concórdia-SC).

Armadoras - Bruna de Paula (Fleury Loiret-França), Eduarda Amorim (Gyor Audi ETO-Hungria), Juliana Malta (MKS Zaglebier Lubin-Polônia) e Raphaela Priolli (SGH Rosengarten-Buchholz-Alemanha).

Centrais - Ana Paula Rodrigues (Rostov-Rússia), Deborah Hannah (São Bernardo/Metodista-SP) e Francielle Gomes da Rocha (Vegus/Guarulhos-SP).

Pontas - Bruna Rodrigues (São Bernardo/Metodista-SP), Jéssica Quintino (Odense-Dinamarca), Larissa Araújo (Erdi Sport-Hungria) e Samira Rocha (OGC Nice Handball-França).

Pivôs - Lígia Costa da Silva (Pogon Szczecin-Polônia) e Tamires Morena Araújo (Dijon Bourgogne-França).

Comissão técnica
Técnico: Morten Soubak
Assistente técnico: Alex Aprile
Supervisora: Rita Orsi
Psicóloga: Alessandra Dutra
Fisioterapeuta: Marina Calister
Massoterapeuta: Aparecida Rocha
Nutricionista: Júlia do Valle Bargieri

Apoiador Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol