CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Brasil defende o título do Pan Feminino a partir deste domingo (18)

Equipe estreia contra os Estados Unidos e mostra boa expectativa para a disputa com grupo renovado

Duda Amorim, armadora esquerda

Da redação, Santo André (SP) - O Brasil inicia neste domingo (18) a corrida para manter o título do Pan-Americano Feminino de Handebol, no ginásio do Villa Ballester, em Buenos Aires, Argentina. Com parte do grupo renovado, a equipe tem as melhores expectativas para manter o ouro e garantir uma das três vagas para o Mundial da Alemanha, em dezembro. O primeiro jogo será contra os Estados Unidos, às 19h15 (horário de Brasília).

A equipe segue para a Argentina, neste sábado (17), após um período intensivo de treinamento e da disputa do III Torneio Quatro Nações, na qual foi campeã invicta ao vencer Chile, República Dominicana e Portugal. Além disso, fez mais um amistoso com as portuguesas e saiu novamente com a vitória. Nesta fase, o técnico interino Sérgio Graciano trabalhou com um grupo de 21 convocadas para depois chegar às 16 que seguem para o Pan. O grupo foi definido na última terça-feira (13).

A armadora Duda Amorim, que chegou ao Brasil pouco tempo depois de conquistar o tricampeonato da Champions League com o Gyor, da Hungria, e é uma das mais experientes do time, acredita que o País vai se sair muito bem, principalmente se depender do empenho de todo o grupo. "Acho que essa semana de trabalho está sendo positiva. Estamos com uma equipe bem fechada e boa de trabalhar", frisou.

"Os Estados Unidos não tem tradição no handebol, mas acredito que por ser estreia haverá um pouco de nervosismo, o que é normal. Temos algumas meninas que estarão jogando o Pan pela primeira vez, mas creio em uma vitória nesse primeiro jogo. A equipe está legal. A atmosfera está boa e todo mundo está trabalhando com bastante vontade. Acho que vai ser um bom Pan para nós", completou Duda.

Para enfrentar os Estados Unidos no primeiro dia, Sérgio Graciano destacou alguns pontos, como o controle emocional e o entrosamento inicial da equipe na competição. "Vamos ter mais atenção em controlar a ansiedade no jogo de estreia contra os Estados Unidos, embora saibamos que é um país que não tem uma grande escola de handebol", lembrou. "

"Devemos encontrar alguma dificuldade talvez nos primeiros minutos até achar o jogo, acertar as linhas de marcação com relação ao time adversário, mas queremos chegar e colocar o nosso padrão, defender muito forte e contra-atacar. Se conseguirmos implantar isso, já estaremos felizes para a primeira partida", acrescentou.

O Brasil está no grupo A com Porto Rico, Paraguai, Estados Unidos e Colômbia. Na chave B estão Argentina, Uruguai, Chile, Guatemala e República Dominicana. Depois de enfrentar as norte-americanas, as brasileiras jogam na sequência com Colômbia na segunda-feira (19), Paraguai na terça-feira (20) e Porto Rico na quinta-feira (21). As semifinais estão marcadas para o sábado (23) e as finais para o domingo (24).

Programação Pan-Americano

Domingo (18)
12h - Paraguai x Colômbia 
14h - Chile x República Dominicana 
17h15 - Argentina x Guatemala
19h15 - Brasil x Estados Unidos

Segunda-feira (19)
13h30 - Estados Unidos x Porto Rico
15h30 - Guatemala x Uruguai
18h - República Dominicana x Argentina 
20h - Colômbia x Brasil

Terça-feira (20)
13h30 - Uruguai x República Dominicana 
15h30 - Colômbia x Porto Rico
18h - Chile x Argentina
20h - Paraguai x Brasil

Quarta-feira (21)
13h - República Dominicana x Guatemala 
15h - Estados Unidos x Colômbia 
17h - Paraguai x Porto Rico
19h - Uruguai x Chile

Quinta-feira (22)
14h30 - Paraguai x Estados Unidos
16h30 - Chile x Guatemala 
19h - Brasil x Porto Rico 
21h - Argentina x Uruguai

Sábado (24)
Semifinais

Domingo (24)
Finais


Seleção Brasileira Feminina de Handebol
Goleiras - Bárbara Arenhart (Vaci NKSE-Hungria), Jéssica Silva de Oliveira (São Bernardo-SP).


Armadoras - Amanda de Souza Caetano (Abluhand/FURB-SC), Bruna de Paula (Fleury Loiret Handball-França), Deonise Fachinello (HC Odense-Dinamarca), Eduarda Amorim (Gyor Audi ETO-Hungria) e Patrícia Batista da Silva (Kastamonu Genclik SK-Turquia).


Centrais - Ana Paula Rodrigues Belo (Rostov-Rússia), Danielle Cristina Joia (EC Pinheiros-SP) e Mayara Fier de Moura (EC Pinheiros-SP).


Pontas - Dayane Pires da Rocha (São Bernardo-SP), Jéssica Quintino (HC Odense-Dinamarca), Mariana Costa (Nykobing HandboldKub-Dinamarca) e Samira Rocha (Kisvarda Master Good SE-Macedônia).


Pivôs - Tamires Anselmo Costa (EC Pinheiros-SP) e Tamires Morena de Araújo (CDB Cercle Dijon Bourgogne-França).


Comissão técnica
Técnico: Sérgio Luiz Graciano
Assistente técnico: Daniel Suarez (Cubano)
Assistente técnico : Cristiano Rocha
Médica: Pauline Bittencourt
Fisioterapeuta: Marina Calister
Nutricionista: Júlia do Valle Bargieri
Massoterapeuta: Aparecida Rocha
Supervisor: Álvaro Herdeiro

Patrocinador Oficial

Apoiador Oficial

Cola Oficial

Bola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol