CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Brasil enfrenta estilo oriental do Japão na estreia do Mundial Feminino de Handebol

Primeira partida será disputada neste sábado (2), às 14h45 (horário de Brasília)

Seleção Brasileira

Da redação, Santo André (SP) - O Brasil estreia, neste sábado (2), no Mundial Feminino de Handebol da Alemanha. O primeiro adversário será o Japão, às 14h45 (horário de Brasília), com transmissão dos canais SporTV. As duas equipes fazem parte do grupo C, com sede em Oldenburg. O time comandado pelo espanhol Jorge Dueñas chega com uma boa expectativa após cumprir um período de treinamento e amistosos na Romênia, com sequência esta semana já em solo alemão.

Assim como na última edição, em 2015, as brasileiras, campeãs mundiais em 2013, começam a competição contra uma equipe oriental (em 2015 foi a Coreia do Sul), o que significa enfrentar um estilo de jogo bem diferente.

O técnico espanhol Jorge Dueñas assumiu o comando do Brasil este ano e ainda está em processo de implantação de uma nova filosofia de jogo. Por isso, o período na Europa antes da estreia tem sido fundamental. "Vamos melhorando a coordenação do nosso jogo. A defesa está adquirindo mecanismos e estamos buscando algumas variantes no ataque. A partida com o Japão será difícil. O jogo delas é bastante rápido, com muitas combinações. A defesa delas é muito ativa e têm grande velocidade no contra-ataque. Precisamos fazer um bom jogo para vencer", afirmou. 

Eduarda Amorim disse que preparação feita pela equipe foi bem proveitosa e ela afirma que a Seleção irá fazer de tudo para começar com o pé direito. "Tiramos bom proveito da nossa preparação. Tivemos mais momentos bons que ruins. Aos poucos estamos encaixando as jogadas e o ritmo entre as atletas. Espero começar o Mundial com uma vitória, por mais que toda estreia apresente um certo nervosismo. O Japão tem um estilo muito diferente do nosso, mas vamos nos concentrar bastante para esse primeiro passo", disse.

Com uma nova formação e sob o comando de um novo treinador, o Brasil terá um grande teste neste Mundial. Na Romênia, as brasileiras disputaram o Troféu Carpati. Durante o período, venceram a Macedônia e foram superadas pela Polônia e pelas donas da casa. "Nossa equipe ainda precisa corrigir muitos detalhes, mas aos poucos estamos evoluindo. Está sendo muito bom trabalhar com esse grupo, pois todas estão motivadas e isso para mim é muito importante", acrescentou Duda.

A armadora direita, que já foi eleita a melhor jogadora do Mundo, aposta em três adversários mais perigosos no grupo. "Os confrontos contra Rússia e Dinamarca serão bem difíceis, pois elas têm uma equipe mais forte. Montenegro também preocupa, agora que algumas atletas mais experientes voltaram para a Seleção. Mas, estamos prontas para lutar muito em todos os jogos." Além das três equipes europeias e do Japão, também faz parte do grupo a Tunísia.

Programação da primeira fase

Grupo C

Sábado (02/12)
11h - Rússia x Tunísia 
14h45 - Brasil x Japão 
17h30 - Dinamarca x Montenegro

Domingo (03/12)
11h - Tunísia x Brasil 
14h45 - Montenegro x Rússia 
17h30 - Japão x Dinamarca

Terça-feira (05/12)
9h - Montenegro x Japão 
14h45 - Rússia x Brasil 
16h30 - Dinamarca x Tunísia

Quarta-feira (06/12)
11h - Rússia x Japão 
14h45 - Tunísia x Montenegro 
17h30 - Brasil x Dinamarca

Sexta-feira (08/12)
9h - Japão x Tunísia 
14h45 - Brasil x Montenegro
17h30 - Dinamarca x Rússia

Seleção Feminina

Goleiras - Bárbara Arenhart (Club Vaci NKSE-Hungria), Gabriela Moreschi (Larvik Handball Klubb-Noruega) e Mayssa Pessoa (Club Rostov Don-Rússia).

Armadoras - Deonise Fachinello (CS Magura Cisnadie-Romênia), Eduarda Amorim (Gyori Audi ETO-Hungria), Karoline Souza (Club Vaci NKSE-Hungria) e Pagricia Batista da Silva (Thuringer-Alemanha).

Centrais - Ana Paula Rodrigues Belo (Club Rostov Don-Rússia), Danielle Jóia (Pinheiros-SP) e Patrícia Matieli Machado (Vistal Gdynia-Polônia).

Pontas - Dayane Pires da Rocha (São Bernardo/Unip-SP), Jessica Quintino (HC Odense-Polônia), Mariana Costa (CS Magura Cisnadie-Romênia) e Samira Rocha (Kisvarda Master Good-Hungria).

Pivôs - Lígia Costa (Pogon Szczecin-Polônia), Tamires Anselmo Costa (Pinheiros-SP) e Tamires Morena-(Larvik Handball Klubb-Noruega).

Comissão técnica
Técnico: Jorge Dueñas 
Supervisor: Álvaro Herdeiro 
Assistente técnico: Cristiano Rocha 
Auxiliar técnico: Sérgio Graciano 
Médica: Pauline Buckley
Preparador de goleiros: Fausto Steinwandter
Fisioterapeuta: Marina Calister 
Nutricionista: Júlia do Valle Bargieri

Patrocinador Oficial

Apoiador Oficial

Marca Esportiva Oficial / Bola Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

GA Negócios do Esporte

Criação de sites PWI